in

Deficiente auditivo processa o maior site pornô do mundo, que não disponibiliza legendas para surdos em seus vídeos

O Pornhub, o maior site de conteúdo adulto do mundo, é alvo de um processo no mínimo inusitado. O autor da ação é Yaroslav Suris, que mora no Brooklyn, em Nova York, e é deficiente auditivo. Suris resolveu buscar seus direitos porque o Pornhub não disponibiliza legenda para surdos (“closed captions”) em seus vídeos, e portanto o impede de apreciá-los como gostaria, o que considera ser inconstitucional diante das leis federais dos Estados Unidos que garantem a igualdade entre todos.

E ele ainda cita vários desses vídeos que perdeu de aproveitar nos autos, com títulos e tudo. Entre os publicáveis, destacam-se “Policial Sexy Faz Testemunha Falar” e “Tia Gostosa Cuida de Sobrinho Desobediente”. “Sites pornográficos são lugares de acomodação pública e quando impedem alguns de seus usuários de acessá-los integralmente e sem restrições em relação a outros, ferem a lei”, Yuris reclama no processo.

O PornHub é uma subsidiária da holding canadense MindGeek, que também é dona de outros sites pornôs e fatura mais de US$ 500 milhões (R$ 2,1 bilhões) por ano. Também e da empresa o “Pornhub Awards”, um espécie de Oscar da pornografia criado em 2018 e que faz sucesso desde então. Em tempo: a indústria americana de pornografia movimenta US$ 97 bilhões por ano e é, de longe, a maior e mais profissionalizada do mundo. (Por Anderson Antunes)

What do you think?

Written by Ricky Terezi

Jornalista, produtor cultural, agora blogueiro, filho de Terezinha e Alvimar.
Natural de Montes Claros-MG. Mora em New York.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

GIPHY App Key not set. Please check settings

Americano que orquestrou esquema fraudulento milionário pode estar escondido na América do Sul

Turistas vão poder apreciar o visual da Fontana di Trevi por um novo ângulo